---

  • ?
  • ?

---

  • ?
  • ?


Realizada Audiência Pública para Explanação do Projeto de Execução de Passeio

Publicado em 04/11/2019 às 15:50 - Atualizado em 04/11/2019 às 15:51

Na noite da última quinta-feira, na Câmara de Vereadores de São José do Cedro, aconteceu uma audiência pública com o objetivo de prestar esclarecimentos acerca do projeto de execução das obras de passeio com acessibilidade e por conta disso, da substituição de algumas árvores do município.

A audiência se fez necessária, pois surgiram duvidas da comunidade, por meio das redes sociais, e por conta disso, mais uma vez, a administração demonstrou que está aberta a opiniões, então os trabalhos foram interrompidos para ouvir os munícipes.

De acordo com o Prefeito Plínio Castro, a audiência foi um momento importante de apresentação do projeto à comunidade.

Plinio destaca que antes mesmo da execução do projeto, a Administração já tinha conversado com profissionais da área técnica do município, e que esse ato foi repetido na terça-feira, 29, quando 15 profissionais, entre arquitetos, engenheiros, agrônomos e pessoas ligadas ao urbanismo participaram de uma reunião no gabinete.

Na noite de quinta-feira, 31, durante a audiência pública, esteve livre a participação de toda a comunidade para darem a sua opinião no projeto.

“Abrimos espaço para quem quisesse se pronunciar e 7 pessoas fizeram uso da palavra. Das 7 manifestações surgiram 3 indagações e nenhuma delas foi sobre a supressão ou substituição de árvores”, disse Plinio.

O primeiro questionamento foi: Por que a audiência não foi realizada antes? O Prefeito justificou que diante de um projeto de uma grandiosidade magnifica, com milhões de reais sendo investidos, mesmo assim, e na avaliação da administração, e baixa complexidade, portanto não havia necessidade de uma audiência pública. “Da mesma forma, ouvimos os moradores das ruas contempladas e a equipe técnica do município antes do inicio das obras, portanto não julgamos necessário à realização do ato, embora esse seja um ponto positivo” salientou o Prefeito.

Outro ponto destacado por Plínio, é que serão feitas reuniões com os moradores das ruas onde o projeto será desenvolvido. “A Rua Odilo Link foi uma exceção. Foi em um período em que eu estava em viagem” justificou ele.

Outro questionamento foi: Por que não estão no projeto os locais onde as arvores serão suprimidas e onde elas serão plantadas?

Sobre esta questão, Plínio explicou essa decisão está no poder discricionário da administração. “Aquilo que constar no projeto terá que ser executado, portanto não foi colocado para poder acertar com cada morador, afinal é na frente da casa deles”, explanou o Prefeito. A terceira duvida foi sobre a poda das árvores.

“Ou seja, aquilo que gerou a discussão nas redes sociais, que foi sobre a supressão de arvores, não foi questionado durante a audiência pública”, constatou Plínio.

O Prefeito lembra que a equipe técnica, que se reuniu na terça feira, 29, foi 100% a favor do projeto e 50% dos presentes pediram pela supressão de todas as Legustres que tem no município. Plinio comentou que esse pedido não será atendido e que as árvores que estão plantadas em local correto e sem comprometimento de raiz serão mantidas.

“Estamos fazendo o seguinte planejamento. Onde tem rede de energia elétrica, será feito o plantio de arvores baixas e onde não tem rede, plantio de ipê e Sibipiruna, por exemplo, as “sempre verde” que pudermos salvar, vamos salvar com absoluta certeza” esclareceu o Prefeito.

Mais de 50 pessoas participaram da audiência e todos aplaudiram o projeto.

Para encerrar, o prefeito fez o seguinte apontamento.

“Havíamos interrompido a supressão de arvores para dar uma satisfação à comunidade. Após a audiência, continuamos com a execução dele, agora legitimados. Sempre ouvimos a nossa gente, pois gostamos de fazer obras para deixar os munícipes felizes. Agradecemos as manifestações de todos e a presença na audiência. Uma sugestão muito importante que foi dada na reunião com a equipe técnica, e que vamos acatar é a seguinte: hoje o município não tem nenhuma legislação especifica para construção de passeio e arborização, então mais uma vez ouvindo a equipe técnica do nosso município, vamos criar uma legislação, com a participação desses profissionais, para regulamentação de plantio de árvores e execução de passeios.”

As obras de passeio público com acessibilidade em mais de 60 quadras de São José do Cedro, além da pavimentação asfáltica em diversos trechos de ruas do município somam um investimento de quase R$ 5 milhões.


Galeria de Fotos

  • {{galeriaImagens.length + galeriaVideos.length - 12}}
  • {{galeriaMultimidia.length + galeriaImagens.length + galeriaVideos.length - 12}}
Fechar